A dor e o tempo

Quatro horas da manhã, só consegui cochilar por 20 minutos e isso deve ter sido há duas horas atrás. Antes eu reclamava da insônia e por algumas vezes eu conseguia dormir. Agora eu sinto dor toda vez que chega perto da hora do ronco. Essa tortura dura até as 5 da manhã eu acho, já que nessa hora meu corpo apaga e não lembro se existe dor. Hoje vai ser impossível porque daqui a pouco preciso estar na rua. A maldita ataca o lado esquerdo do meu rosto e machuca minha mandíbula de uma maneira que as vezes da vontade de gritar ou bater em alguma coisa. Essa brincadeira já está rolando fazem três dias ou quatro. 
Aprender a conviver com algo que não gosto já faz parte da vida de qualquer um, mas pra um cara que odeia ser frustrado e não admite retornar a uma posição incômoda de outro momento tem sido dureza.

Comentários