Eu preciso escrever


Foto legal só pra ilustrar a capa.


Não é como se gostasse de tudo o que escrevo e na maior parte das vezes em que escrevo algo é porque já estou refletindo sobre aquele assunto de uma maneira nova. Eu quero escrever todos os meus novos pensamentos, reflexões que levam a grandes conclusões que vou esquecer em breve por não repensar ou anotar sobre aquela grande idéia. É foda! Não é simples e ao mesmo tempo se mostra tão fácil, só que sinto vergonha ao reler meus textos, minhas publicações em blog, Twitter ou até mesmo o que já escrevi no Facebook ou comentários de Youtube por aí. As vezes sinto raiva de como sou porque gostaria de ser mais sábio, mas daí eu precisaria ser mais maduro? Como eu posso ser mais maduro se não consigo deixar de fazer piadas com coisas sérias ou de fato enfrentar o que preciso? Ser maduro significa ter seriedade? Ter seriedade não pode significar ser ranzinza ou deixar de ser quem sou, um brincalhão em alguns momentos pra não ser tão tenso e que muitas vezes se reconhece como uma criança, ao mesmo tempo em que me orgulho das grandes sacadas e idéias que surgem ou até mesmo em como gosto de me sentir incrível quando consigo antecipar a atitude de alguém baseada nas minhas observações. É confuso, é estranho, mas é gostoso as vezes. Sinto-me poderoso. Da mesma forma me sinto um fraco por não saber o que fazer com tanta capacidade e de não usar isso numa profissão em que me desse o conforto que preciso, que me desse uma vida mais fácil. Ahh, como isso soa tão fantasioso tantas vezes pra mim e pode ser tão real pra outras pessoas! Enxergar o que os outros tem dificuldade em perceber traz grandes prêmios para poucos e eu não sei como usar disso... Talvez por isso me sinta tão burro. Uma longa viagem em tantos pensamentos confusos.

Acho que meu último texto foi no início do ano passado e desde então minha vida permanece o mesmo em boa parte do tempo, as vezes as coisas mudam, as vezes eu não quero que mudem, as vezes uma pequena mudança traz uma nova paixão. Tudo isso sendo alimentado com boa música e ainda com um vício em jogos e filmes. Aderi à novos hobbies e continuo buscando conhecimento, por que conhecimento é o que me anima a viver, mesmo buscando isso em novos olhares, pessoas e ritmos. Ainda continuo seguindo um ideal de que existe um propósito maior, continuo achando que o dinheiro é uma das grandes coisas que vai me deixar em paz literalmente, mas torço pra que isso não signifique acomodação. 

Gostaria muito de falar sobre as novas paixões e novas pessoas de minha vida, mas não cabe aqui. Ainda estou indeciso com alguns caminhos que devo seguir. Algumas coisas em minha vida melhoraram e outras tive que deixar para trás, além das que me deixaram atrás. Ainda sofro com ansiedade, ao mesmo tempo que tenho tentado a voltar ser meu dono e um novo homem confiante, o que não é fácil, caramba. Preciso deixar certas insistências de lado e aproveitar mais o que está acessível. Já não gosto de esperar pelos outros faz muito tempo, porém em alguns momentos tenho consciência de que cada pessoa tem o seu (tempo) e preciso respeitar. Outras coisas só com o mesmo tempo, o deus de tudo, pra conseguir e ainda assim pode não ser garantido. Como eu torço pra que outra pessoa perceba isso e o quanto estamos perdendo não dando valor e seguindo em frente. O tempo também não vai me garantir coisa alguma, mas tenho gostado de entender e conviver com essa parte da minha vida. Pode não me dar nada, mais uma vez eu repito, mas e se der? O tempo está tornando minhas decisões cada vez mais difíceis.

Comentários